Fabi Felix Artesanato

Busca

Pesquise assuntos e materiais para artesanato aqui!

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Topo de bolo Mario Bros

Topo de bolo Mario Bros. Trabalho que fiz em parceria com o artesão Phillip Cabral.



quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Organizador para miçangas ou pequenos objetos Artesanato


Seguindo a linhas da base feita com dvd's usados, tive a ideia de usar parte dessa base de dvd's, um tubete grande e porta comprimidos encontrados em várias lojas de utensílios plásticos. Levando em conta que cada porta comprimidos que comprei tem 7 compartimentos e na minha base suporta até 5 porta comprimidos, então consegui 35 compartimentos pequenos para organizar meu material de pequeno porte como: strass, pérolas, mini flores de biscuit etc.

O custo desse organizador é bem baixo, dependendo somente do preço do porta comprimidos. E ele ocupa bem menos espaço que as caixas organizadoras.

Phillip Cabral

Dicas de Tintas para tingir massa de biscuit

Tenho visto muitas dúvidas nos grupos sobre tingimento de massa. Então vou resumir ao máximo minhas dicas, para o post não ficar tão grande e ao mesmo tempo que ainda dê para tirar algumas dessas dúvidas.


O Biscuit aceita inúmeras formas e produtos para seu tingimento. Então o que a artesã(o) precisa ter em mente são essas perguntas:
  • O que posso usar em minha massa que não vai prejudicá-la ou diminuir a duração da minha peça? (Exemplo de problemas: a massa poderá mofar, perder a elasticidade, rachar ou ficar quebradiça, ficar amarelada com o tempo etc.)
  •   Que produtos posso adiciona a minha massa que não farão mau a minha saúde?(Exemplo de problemas: Alergias nas mãos, alergias ao cheiro etc)
Antes de começar com as tintas e corantes, a artesã(o) precisa saber bem a diferença entra massa NATURAL e TINGIDA. A massa natural parece ser branca, porém, ela não tem nenhum corante e quando seca, fica meio translucida e normalmente amarelada, dependendo da marca. A massa tingida, já tem corante de fábrica, e esse corante vem bem concentrado, isso é bom. Mais abaixo explico porque isso é bom.

Tintas e corantes mais comuns:
  • Tinta a óleo:
    É mais usada pelos mais experientes e antigos no biscuit. Ela tinge bem a massa e conserva as propriedades de elasticidade e maciez. A cor fica mais viva.
    A mais usada é a de bisnaga. (Imagem acima).
    Desvantagem: Tem que limpar com solvente ou aguarrás, não vende em todo lugar e as vezes é mais cara.
  • Tinta acrílica (base água):
    De longe a mais usada, vende em todo lugar, o preço é bom, tinge bem, há pouca ou nenhuma diferença da fosca(mais grossa) para a brilhante(mais fina) no tingimento da massa e sai com água.
    Desvantagem: algumas pessoas dependendo da região/clima do Brasil, já relataram que a massa fica mais ressecada.
    Porém, em outro post explico a melhor forma de tingir a massa para não ter problemas.
  • Tinta PVA (base água):
    É muito usada pelos mais novos no mundo do biscuit, vende em todo lugar, é mais barata, tinge parecido com a acrílica e sai com água.
    Desvantagem: é a que mais resseca a massa de biscuit. Principalmente se tingir a massa e guardar por mais tempo.
  • Tinta de Tecido (base água):
    É menos usada que a acrílica e a PVA, porém, preserva a elasticidade e maciez da massa, é mais fácil tingir massas mais claras com ela, porque ela não possui tanto pigmento quanto a acrílica e a PVA, é fácil de encontrar, é barata e mesmo um pedaço dela já seca, você pode misturar com a massa e sovar, que ela vai derreter e tingir bem a massa e sai com água.
    Desvantagem: Tem menos pigmento, então para tingir massas com cores mais escuras é preciso usar bem mais tinta que a acrílica ou PVA.
  • Massa de biscuit tingida de fábrica:
    Como se trata da mesma massa, é encontrada no mesmo lugar que vc compra sua massa natural ou branca, ela é uma ótima escolha para tingir sua massa, não muda em nada as características da massa e basta você comprar um pacote pequeno 90g e misturar com até três vezes sua quantidade de massa natural. Quando secar a cor continuará a mesma. Isso é muito bom para tingir massas muito escuras como preto, vermelho, azul marinho, verde escuro, marrom chocolate etc. Não suja em nada no processo de tingimento. Muito prática.
    Não vejo desvantagens nela, talvez, em algumas comunidades do interior, onde nem todas as cores são vendidas.
  • Corante em pó:
    É mais difícil de encontrar, é mais caro, porém, rende muito(rende tanto que é comum passar da validade e o profissional não usar todo), tinge cores ótimas, com ele você pode chegar mais fácil à cores escuras, não suja na hora de tingir e sai com água.
    O cuidado, deixe o pó sempre bem tampado e longe de umidade. Ele estraga fácil na umidade.
  • Corante em pó alimentício:
    Difícil de encontrar, é mais caro, normalmente encontrado em core mais suaves. Por ser alimentício, provavelmente não vai maltratar as mãos mais sensíveis. Mais indicado mesmo para confeitaria.
  • Corante em gel alimentício:
    Difícil de encontrar, mais caro, deixa a massa molinha e macia, é difícil encontrar também cores muito fortes. Mais indicado mesmo para confeitaria.
  • Corante líquido para tintas de parede:
    Esse corante, muito conhecido como corante xadrez, é fácil de encontrar em lojas de material de construção e casas de tintas, é muito concentrado, já vem em bisnagas com bicos gotejadores, mais prático. Vem ganhando um espaço grande no mundo do biscuit, porque ele chega mais fácil nas cores mais escuras. Li a ficha técnica dele e tem restrições a irritações nos olhos, pele e sistema respiratório se em muito tempo de contato. Porém, ainda não vi ninguém reclamar disso. O preço é similar ao da tinta acrílica e rende mais. Mas, ele varia muito de preço dependendo da região.
    Não sei se é mesmo uma desvantagem, porém em média esse corante é fabricado com 9 tipos de cores. Então qualquer cor diferente dessas nove, tem que misturar o corante entre si para obter nova cor. Já vi pessoas reclamarem que ele deixou a massa esfarelada, porém, acredito que isso acontece por causa da quantidade em excesso dele que foi colocada na massa.
  • Verniz Vitral colorido:
    Esse nunca vi ninguém usar, só eu. É solúvel em solvente ou aguarrás, tem o cheiro muito forte, pode até intoxicar, é um pouco mais caro. Porém, é muito mais fino parecendo água, se mistura bem na massa, é similar a tinta óleo, deixa a massa bem macia, é bem concentrado e eu uso particularmente com massa natural para obter um translucido colorido muito bom, já que ele é bem transparente quando seca. Uso muito para obter efeitos de água, lagos, mares etc. Não recomendo o uso dele em excesso na massa, pois ele amolece muito a massa. Sempre uso poucas gotas em pequenas quantidades de massa.
O assunto é muito grande, então farei novos posts continuando esse assunto e incorporando sempre dicas de como utilizo nos meus trabalhos.
Espero que gostem.

Phillip Cabral